Anúncios
Início > Derrota, Derrota OT, NHL, NHL Game, Toronto Maple Leafs > 03/04/2012 – Toronto Maple Leafs @ Buffalo Sabres

03/04/2012 – Toronto Maple Leafs @ Buffalo Sabres

quarta-feira, 04 abril 2012 Deixe um comentário Go to comments

Com os Sabres contra a parede os Leafs, já sem qualquer chance de playoffs, foi fazer-lhes uma visita para o último confronto entre as equipes na temporada regular. Os Sabres precisavam da vitória para continuar lutando pela oitava colocação na conferência leste, atualmente ocupada pelo Washington Capitals.

Mais uma vez no gol dos Leafs estava Ben Scrivens, que jogou muito bem contra os próprios Sabres no jogo anterior, garantindo uma vitória da equipe de Toronto.

O jogo mal começou e no primeiro minuto Markus Foligno desfere um tranco fortíssimo em Carl Gunnarsson atrás do gol dos Leafs. Gunnarsson estava com o controle do puck, mas não viu Foligno chegar. O tranco foi válido, coisa do próprio hóquei, mas com a forte pancada Carl Gunnarsson somente voltou ao gelo mais uma vez e depois não mais saiu dos vestiários.
O primeiro período viu os Leafs dominarem os Sabres, não permitindo muitos chutes ao gol de Scrivens, enquanto os Leafs atacavam fortemente o gol de Ryan Miller. As defesas de Miller duraram pouco e aos 06m13s, Tyler Bozak aproveita um passe de Phil Kessel em que o puck ficou livre em frente ao gol e abre o placar! O mesmo Tyler Bozak aumentou para os Leafs aos 14m49s. Foram dois belos gols, com os Leafs passando bem o puck e deixando seu jogador em posição para um chute sem chances de defesa. O time parecia muito entrosado e com o jogo muito físico do time de Buffalo, claro que as brigas aconteceriam. A primeira foi entre Jay Rosehill e McNabb. Até mesmo Matt Frattin, em sua primeira temporada na NHL, veio em defesa de Bozak que tomou um tranco, punido como interferência e brigou com Marcus Foligno! Ao final do período, aos 16m42s, Matt Frattin desfere um forte chute e Miller não vê a cor do puck! O período termina com o placar de 3 a 0 para os Leafs e com Kessel com 3 assistências, Bozak com dois gols e uma assistência e Matt Frattin com um gol e uma assistência! Tudo levava a crer que os Sabres tinham tomado um belo golpe e se recuperar seria algo muito difícil!
Veio então o segundo período e não sei o que Lindy Ruff, o técnico dos Sabres, fez, mas seu time passou a dominar a partida! Os Sabres pareciam ter acordado para o jogo e devagar foram diminuindo o placar. Primeiro foi um gol de Tyler Ennis aos 04m26s em vantagem numérica, depois um de Alexander Sulzer aos 10m44s! Neste período os Leafs deram somente seis chutes ao gol, contra 19 dos Sabres. Os Sabres voltaram à partida!

No terceiro período, os Leafs ainda não voltaram bem mas Clarke MacArthur voltou a dar dois gols de vantagem aos Leafs com um gol logo aos 01m28s!! Nem assim os Sabres se renderam e continuaram acreditando, tanto que aos 02m24s, Derek Roy marca, voltando a diminuir a diferença para apenas um gol! O jogo continua disputado, com chances para ambas equipes, até que aos 10m39s, Jake Gardiner domina o puck na zona neutra e parte ao ataque com velocidade, passa por trás do gol de Miller e continua conduzindo o puck, até se livrar do defensor e chutar cruzado marcando o mais belo gol da partida! Ainda teremos muitas alegrias com Gardiner na equipe e, com certeza ele será um dos ídolos dos Leafs! Nem mesmo com a nova vantagem de dois gols, com menos de 10 minutos para o término do período os Sabres se entregaram! O time foi à luta e aos 14m57s, Alexander Sulzer marca o seu segundo gol da noite. Na minha opinião foi um gol discutível, pois Scrivens havia defendido o puck, que parou em sua proteção para a perna, próximo de seu patins, a perna dele estava mantendo o puck fora do gol, mas ele não conseguiu se esticar e segurar o puck com a luva e foi neste momento que Sulzer empurrou o puck e a perna de Scrivens para dentro do gol! Na minha opinião foi interferência no goleiro, mas os juízes validaram o gol! Com isso os Sabres sentiram a chance do empate tão desejado e foram pra cima dos Leafs até que, aos 18m07s, houve uma grande confusão em frente ao gol dos Leafs, onde o puck ficou “perdido” entre os jogadores! Haviam além de Scrivens, uns quatro jogadores dos Leafs no gelo, caídos entre uns três ou quatro dos Sabres disputando o puck, sem que qualquer câmera visualizasse o puck, até que Jordan Leopold consegue mandar o puck para o gol, por entre as pernas de Scrivens! Mais um gol bem discutível, afinal sem a visão do puck, os juízes deviam ter apitado para haver um face-off e o puck ser colocado em jogo novamente! Bom, isso não aconteceu e os Sabres empataram, levando sua torcida à loucura e dando à equipe o ânimo para a prorrogação!
Na prorrogação os Leafs chegaram à ter ótimas chances, defendidas por Miller e, num rebote de Scrivens, Dion Phaneuf acabou usando força demais e mandou o puck para fora do rink, resultando numa penalidade que deixou os Sabres com quatro jogadores no gelo, contra somente três dos Leafs. Para finalizar a partida e empatar em pontos com os Capitals, os Sabres se aproveitaram da chance e Derek Roy marcou o seu segundo gol da noite num belo chute!

Parabéns aos Sabres que apesar de estarem atrás no placar por uma diferença de três gols, conseguiu chegar à vitória, com gols discutíveis ou não. Os Sabres fizeram a sua parte e merecem continuar na briga pelos playoffs!

Aos Leafs restou a frustração de ter uma partida nas mãos e não conseguir manter a liderança e garantir os dois pontos, contentando-se apenas com um. Da partida ficaram somente a alegria de ver Kessel marcando três pontos e a comprovação de que ele realmente é um jogador diferenciado, que tem uma visão de jogo privilegiada e não pensa somente em si, passando o puck e deixando seus companheiros livres para marcarem gols! Não dá nem para pensar em envolver Kessel em trocas! Qual poderíamos trazer que marque os mesmos xx gols e yy pontos na temporada? Temos é que trazer reforços que atue junto ao Kessel para ambos fazerem ainda mais pelo time!

Colborne foi chamado dos Marlies e acabou não aparecendo muito na partida. Bozak também tem jogado bem e Matt Frattin mostrou que pode jogar na NHL, mas tem que treinar para voltar mais forte fisicamente na próxima temporada! Scrivens tem jogado bem e será uma grande dor de cabeça para Brian Burke resolver na pós-temporada. Creio que, talvez, tenha chegado a hora de Gustavsson deixar os Leafs e Burke pode se aproveitar do fato que ele não tem contrato para a próxima temporada. Bom … No futuro haverá um novo post para comentar isso!

Próximo jogo dos Leafs será no Air Canadá Centre, contra o Tampa Bay Lightning!

Go Leafs Go

Anúncios
  1. quarta-feira, 04 abril 2012 às 9:52

    Envolver Kessel em uma negociação seria uma tremenda burrice do Burke.
    Ele perdeu 2 first pick no draft para ter Kessel, e agora que ele ta dando frutos vai trocar?
    É gostar de perder bons jogadores.

    • cnbeiro
      quarta-feira, 04 abril 2012 às 13:46

      Concordo totalmente !!!!
      Quero é um center que jogue fisicamente … para a primeira linha … quero que Connolly seja trocado, junto com Lombardi …
      Agora … Phaneuf … este não está produzindo muita coisa! Está devendo!

  1. quinta-feira, 05 abril 2012 às 17:13

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: