Início > Air Canada Centre, Contusão / Recuperação, Derrota, NHL, NHL Game, Toronto Maple Leafs > 17/10/2013 – Carolina Hurricanes @ Toronto Maple Leafs

17/10/2013 – Carolina Hurricanes @ Toronto Maple Leafs

sexta-feira, 18 outubro 2013 Deixe um comentário Go to comments

Os Leafs, apesar das seis vitórias e apenas uma derrota nesta temporada, não têm jogado bem, permitindo muitos chutes à gol e se valendo de seus times especiais e da ótima performance de seus goleiros para chegar às vitórias. Após derrotarem o time do Minnesota Wild, os Leafs receberam a visita do Carolina Hurricanes.17102013_Canes@Leafs_Banner

Mal a partida começou e os Leafs tiveram uma baixa. Aos 32s, James Reimer protegeu o puck com sua luva, mas Josh Leivo, que vinha em alta velocidade não conseguiu parar ou desviar e acabou acertando a cabeça de Reimer com uma joelhada. O goleiro dos Leafs deixou a partida e saiu do gelo com ajuda. Jonathan Bernier, que ficaria como goleiro backup teve que se apresentar no gol dos Leafs. Para backup de Jonathan Bernier, já que James Reimer não tinha condições de retorno, os Leafs tiveram que, na emergência e na ausência dos goleiros do Toronto Marlies que estavam jogando em Rochester, convocar o goleiro da Universidade de Toronto, Brett Willows, que chegou no Air Canada Centre no início do terceiro período.

17102013_Canes@Leafs_ScorePosso afirmar que os Leafs jogaram bem até a metade do jogo, ou seja, até a metade do segundo período. O primeiro período acabou sem gols, mas com muitas penalidades e chances para ambas equipes e ótimas defesas de Cam Ward e Jonathan Bernier. No início do segundo período, Joffrey Lupul marcou o primeiro gol dos Leafs aos 02m30s. O segundo gol dos Leafs veio justamente do jogador, novato, que ababou colidindo com Reimer, retirando-o do jogo, Josh Leive. Leivo ganhou o puck na zona neutra e partiu em velocidade num contra-ataque de 2 contra 1, o outro jogador dos Leafs puxou a marcação e Leivo marcou um belíssimo gol em Cam Ward. O período terminou com a vantagem dos Leafs no placar por 2 a 0, mas os Leafs já estavam tomando mais chutes à gol. No primeiro período foram 12 para os Leafs e 10 para os Hurricanes, mas nos períodos seguintes, os Hurricanes deram 14 chutes em cada um deles, enquanto os Leafs deram 6 e 8 respectivamente no segundo e terceiro períodos.

No terceiro período, parecia que os Leafs tinham esquecido como jogar hóquei. Os pucks eram rifados ao ataque, a defesa não se acertava e logo aos 02.54, Ryan Murphy recebeu um passe de Jeff Skinner, com o time em powerplay, após uma penalidade cometida por Nazem Kadri, e marcou o primeiro para os Hurricanes, com seu chute sendo desviado pelo taco de Dave Bolland, tirando a chance de defesa de Bernier. Neste momento vi que o terceiro período teria muita pressão por parte dos Canes. Os Leafs insistiam em não acordar e quem não faz, toma. Aos 06m48s, numa jogada em que Carl Gunnarsson não efetuou um passe certeiro, o puck retorna ao meio do gelo e um chute acaba sendo bloqueado por Gunnarsson, e o puck sobra em frente ao gol, para o capitão dos Canes, Eric Staal, que acertou um belo tiro, vencendo Bernier e empatando a partida. Os Leafs até que tentaram chegar ao gol da vitória, mas suas tentativas sempre eram paradas por Cam Ward. Aos 13m04s, Ron Hainsey, chuta da zona defensiva dos Canes, o puck bate na borda sem nenhum jogador dos Canes ou dos Leafs tocar nele e encaminha-se ao final do gelo dos Leafs. O árbitro de linha já estava sinalizando icing, na verdade um hybrid icing, uma nova regra aceita pela NHL durante a pré-temporada, e acredito que Bernier tenha achado que o apito soaria quando o puck chegasse à borda do gelo, mas não houve a chamada para icing pois, aparentemente, Radek Dvorak, estava patinando em direção ao puck, à frente dos defensores dos Leafs. O que ocorreu foi uma das jogadas mais bizarras já vistas. Assim como um gol permitido por Jonathan Quick, ex-companheiro de equipe de Bernier, o puck bateu na borda do fundo do gelo, atrás do gol dos Leafs e desviou em direção a Bernier. Bernier que aguardava o apito acabou olhando para os árbitros, e o puck acabou por bater em seu patins direito e entrando. Após uma discussão entre os árbitros, o gol foi validado. Os Leafs ainda tentaram uma reação e, aos 19m00s, Kadri tentou um chute forte, com seu time em Empty Net, mas o tiro pegou o travessão.

A partida acabou com o placar de Hurricanes 3 x Leafs 2, numa derrota de virada que, apesar de triste, acabou sendo merecida. Os Leafs pararam após 30 minutos de jogo e ainda tomaram um gol bizarro. É a segunda derrota dos Leafs na temporada e a equipe ainda tem muito a melhorar para nos levar aos playoffs. O próximo jogo será em Chicago contra o ex-time de Dave Bolland, o atual campeão, Chicago Blackhawks.

GO Leafs GO!!!!!!

Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: