Arquivo

Posts Tagged ‘Shane Doan’

23/12/2016 – Toronto Maple Leafs @ Arizona Coyotes

segunda-feira, 26 dezembro 2016 Deixe um comentário

Como é bom vencer!! Ainda mais quando estamos fora de casa e contra um time como o Colorado Avalanche. Vencemos por 6 a 0 (shutout), mas nem tivemos tempo de comemorar, pois na noite seguinte, já estávamos no gelo da Gila River Arena, para visitar o Arizona Coyotes de Shane Dona.

Auston Matthews jogou em sua cidade natal pela primeira vez, contra seu ídolo de infância, Shane Doan. 

Logo no começo do jogo o Toronto Maple Leafs mostrou que não estava cansado pelo jogo na noite anterior e aos 03m04s, Auston Matthews recuperou um puck na linha azul e passou para Connor Brown abrir o placar contra o goleiro Mike Smith. Auston Matthews foi ovacionado em sua cidade natal, pela assistência dada. 

Novamente no segundo período, aos 00m43s, os Leafs voltaram a marcar, dessa vez em powerplay, com Leo Komarov. Entretanto, Shane Dona, jogando seu 1500º jogo na NHL, marcou seu 400º gol, após vencer Auston Matthews num faceoff aos 19m16s. Esse gol deu esperança aos Coyotes para o ultimo período. 

O terceiro período viu os Coyotes buscandobo empate, mas viu os Leafs levarem a melhor e Frederik Andersen, novamente, jogando muito bem! Leo Komarov marcou novamente aos 06m26s e William Nylander, num contra-ataque, marcou aos 11m31s.

Os Leafs venceram jogos em noites consecutivas (Back to Back) pela primeira vez na temporada!

O próximo jogo continuará sendo fora de casa, agora em visita ao Florida Panthers. 

Go Leafs Goooooo

22/12/2015 – Toronto Maple Leafs @ Arizona Coyotes

sexta-feira, 25 dezembro 2015 Deixe um comentário

Os Leafs tentaram manter o bom momento, após vencerem os últimos dois jogos por placares bem convincentes, 5 a 0 contra os Los Angeles Kings e 7 a 4 contra o Colorado Avalanche, visitando o Arizona Coyotes.

No gol dos Leafs estava Jonathan Bernier e, pelos Coyotes, Louis Domingue, já que Mike Smith ficará até 3 meses fora de ação devido a uma contusão. Domingue jogou excepcionalmente bem e conseguiu ajudar sua equipe a vencer os Leafs que abriram o placar logo aos 15m09s, com James Van Riemsdyk, em powerplay. Entretanto, Shane Doan, o capitão dos Coyotes, descontou aos 15m16s e 15m30s, virando a partida. Com dois gols marcados em apenas 14 segundos, os Coyotes e Louis Domingue administraram a partida.

Nazem Kadri empatou o jogo no segundo período, aos 14m00s, mas Connor Murphy marcou o gol da vitória aos 06m06s do terceiro período, fechando o placar. 

A NHL agora entrou em recesso e jogos só retornam no dia 26. 

Depois de várias partidas pontuando, seja vencendo no tempo regular, ou levando a partida à prorrogação, acabamos perdendo para os Coyotes, que nos venceram nas duas partidas em que as equipes se enfrentaram nessa temporada.

Go Leafs Go!!! 

26/10/2015 – Arizona Coyotes @ Toronto Maple Leafs

terça-feira, 27 outubro 2015 2 comentários

A reconstrução dos Leafs continua e a equipe, apesar de demonstrar raça e esforço no gelo, acaba não tendo qualidade tanto no ataque quanto em sua defesa e goleiros. Os visitantes da vez foram os Arizona Coyotes, time de Max Domi, filho de um importante ex-jogador dor Leafs, Tie Domi, que foi um enforcer da era Sundin. Inclusive no aquecimento o time do Arizona Coyotes deixou Max Domi entrar no gelo e o restante dos jogadores aguardou no corredor, deixando Domi sozinho, numa “pegadinha” para Domi que é de Toronto.

No gol dos Leafs estava James Reimer, dando um descanso a Jonathan Bernier.

Os Leafs começaram mal a partida e os Coyotes dominavam e forçavam o erro do time da casa. Inclusive por diversas vezes no primeiro período os Leafs erraram passes em momentos decisivos para chances de gol. Aos 06m31s, Max Domi recebe o disco (puck) e dispara contra Reimer que não tinha visão clara do disco e não conseguiu defender. O pai, Tie Domi, estava presente no Air Canada Centre e ficou contente, mas de forma contida, afinal foi um gol de seu filho, mas contra os Leafs! Shawn Matthias empatou aos 13m08s, após um rebote num chute de Brad Boyes. Os Coyotes ainda tiveram um gol anulado, pois o puck foi desviado acima da linha do travessão. Aos 14m59s foi a vez de Shane Doan marcar, também em powerplay. Aliás os Leafs foram um time muito displicente no primeiro período.

No segundo período, os Coyotes continuaram melhores que os Leafs e Klas Dahlbeck aumentou a liderança dos Coyotes aos 07m38s. Neste período não houve nenhuma penalidade de ambas equipes. 

O terceiro período marcou a reação dos Leafs que voltaram mais atentos e mostrando se não haviam desistido da partida, mesmo com o placar adverso. Mesmo assim, Kyle Chipchura marcando quarto gol dos Coyotes aos 07m00s. Isso podia ter jogado um balde de água fria nos Leafs, mas os jogadores têm demonstrado muito poder de reação. Aos 09m05s, James Van Riemsdyk marcou e aos 17m34s foi a vez de Morgan Rielly deixar a partida com somente um gol de diferença. Depois disso, mesmo jogando sem goleiro, os Leafs não conseguiram o gol de empate.

É a reconstrução ainda em seus primeiros passos! Pelo menos os Leafs têm desferido mais chutes à gol que seus adversarios! 

Go Leafs Go

15/11/2011 – Phoenix Coyotes @ Toronto Maple Leafs (renattomd)

quarta-feira, 16 novembro 2011 Deixe um comentário

*Como não combinamos de antemão quem iria escrever o post do jogo contra os Coyotes, eu escrevi o meu post, já publicado, porém o Renatto também estava escrevendo um post e como o Maple Leafs Brasil valoriza a contribuição e o trabalho dele, e  como o importante é termos notícias e cobertura dos jogos dos Leafs, mesmo que sejam posts duplicados, publico abaixo o post do Renatto e mais uma vez deixo aqui meus agradecimentos a ele por me ajudar aqui no blog.

————————————————————————————————

Depois da derrota para os Senator em casa, os Leafs receberam o Phoenix Coyotes no Air Canada Centre.

O primeiro período começou muito ruim para Toronto: em 3 chutes a gol, os Coyotes marcaram duas vezes (a primeira com Shane Doan e a segunda com Oliver Ekman-Larsson). Apesar do time da casa ter mais chutes a gol (12-10 a favor dos Leafs), foram os visitantes que jogaram melhor.

O segundo período foi bem parecido com o primeiro. Os Coyotes pressionavam mais, enquanto os Leafs pareciam estar perdidos no gelo. Desta vez foi Phoenix que teve mais chutes (13-9), mas nenhum deles passou pelo goleiro Ben Scrivens e o placar continuou em 2-0 – e os Maple Leafs foram vaiados em alguns momentos.

Logo no começo do terceiro, o defensor Mike Komisarek faz seu primeiro gol do ano e diminui a diferença. Aos 4:41, Phil Kessel aproveita uma chance em vantagem-numérica (powerplay) e empata o jogo em 2-2. A partir daí, as vaias deram lugar aos gritos de “Go Leafs Go!“. Com o incentivo da torcida, os Leafs passaram a jogar melhor e tiveram quase o dobro de chutes dos Coyotes no período (11-6). Mas mesmo melhorando o nível de jogo, os Maple Leafs não conseguiram converter as oportunidades em gols e a partida foi para o tempo-extra (overtime).

Quem brilhou no tempo-extra foram os goleiros Mike Smith e Ben Scrivens, que fizeram boas defesas nos 5 minutos adicionais e levaram a partida para a decisão por tiros-livres (shoot out).

Os Coyotes converteram suas cobranças com Patrick O’ Sullivan e Radim Vrbata, enquanto Mike Smith defendeu os chutes de Phil Kessel e Nikolai Kulemin para garantir a vitória para Phoenix.

15/11/2011 – Phoenix Coyotes @ Toronto Maple Leafs

quarta-feira, 16 novembro 2011 1 comentário

Após as comemorações da cerimônia onde David Gilmour, Joe Niewendyk e Ed Belfour foram formalizados como jogadores que fazem parte do Hockey Hall of Fame, os Leafs voltaram ao Air Canada Centre, desta vez para enfrentar o Phoenix Coyotes.

Os Leafs necessitam voltar a vencer após a derrota contra os Senators no jogo do último sábado.

No primeiro período, antes de os Leafs chegarem a aquecer, o Phoenix ganhou uma chance de ouro com 2 jogadores contra um, num contra-ataque em que nosso capitão, Dion Phaneuf, cometeu um erro grotesco de não controlar o puck na linha azul adversária. Shane Doan, o capitão dos Coyotes não desperdiçou e marcou o primeiro gol da partida. Ben Scrivens bem que tentou, mas não conseguiu defender o chute de Doan. Os Leafs ainda tomariam o segundo gol, marcado por Oliver Ekman-Larsson, num chute de longa distância, em que Scrivens estava encoberto e não conseguiu visualizar o puck. Depois do segundo gol, os Leafs melhoraram e chegaram muitas vezes ao gol dos Coyotes, mas o goleiro deles, Mike Smith, se saiu bem.

Veio o segundo período e ambas equipes tiveram boas chances, mas mais uma vez, Mike Smith, manteve o placar inalterado em vários chutes perigosos dos Leafs. o total de chutes, até o segundo período é de 23 para os Coyotes e 21 para os Leafs.

No terceiro período, os Leafs voltaram com tudo e, logo aos 2m08s, Mike Komisarek marca o primeiro gol dos Leafs. Neste período, os árbitros ficaram meio cegos e não viram um slashing que quebrou o stick de Phaneuf, quando os Leafs estavam em powerplay, mas isso não impediu que em uma outra jogada, Phil Kessel se aproveitasse do rebote e marcasse o gol de empate dos Leafs. Durante o restante do período os Leafs tentaram de todas as maneiras marcar o gol da vitória, mas não conseguiram. Ben Scrivens também fez defesas belíssimas, inclusive na prorrogação, e o placar permaneceu inalterado, levando o jogo aos penaltis (shootout).

Scrivens que havia pego todas as tentativas dos St. Louis Blues, não conseguiu a mesma performance e foi batido por Patrick O’Sullivan e por Radim Vrbata, enquanto Kessel e Kulemin foram parados por Mike Smith. Vitória dos Coyotes no shootout!

Neste jogo, os Leafs mais uma vez demonstraram um poder de reação que não vimos na temporada passada! Pena que nos penaltis é loteria e não conseguimos a vitória, mas melhor marcar 1 ponto do que nada! O próximo jogo é no dia 17 em Nashville!

Go Leafs Go!!!!!

%d blogueiros gostam disto: