Arquivo

Posts Tagged ‘Brad Richards’

01/11/2014 – Chicago Blackhawks @ Toronto Maple Leafs

segunda-feira, 03 novembro 2014 Deixe um comentário

Após a vitória da noite anterior, os Leafs tinham mais uma parada dura pela frente, apesar do jogo ser no Air Canada Centre, o Chicago Blackhawks de Jonathan Toews.

Season_2014-15_Goalies_Game12Os Leafs jogaram muito bem por dois períodos e, mesmo apesar de terem jogado na noite anterior, impunham o seu ritmo de jogo. Aos 14m10s, Nazem Kadri recebe um passe de Daniel Winnik e abre o placar com o seu quarto gol da temporada. Aos 16m28s, aproveitando-se de um powerplay, Brad Richards empata para os BlackHawks chutando enquanto James Reimer estava encoberto por Andrew Shaw.

No segundo período o time visitante passou à frente no placar com um gol de Brent Seabrook também em powerplay aos 04m18s. O gol foi muito parecido com o de Brad Richards, onde Andrew Shaw também impediu a visão clara da jogada, por James Reimer. Aos 05m22s, James Van Riemsdyk, que pela primeira vez enfrentou o seu próprio irmão, atualmente jogando nos BlackHawks, marcou um gol onde ele interceptou um passe na zona de ataque dos Leafs e partiu sozinho contra Corey Crawford.

Season_2014-15_Score_Game12O empate terminou aos 02m21s do terceiro período numa jogada em que Leo Komarov dominou o puck atras do gol de Crawford e passou para Peter Holland mandar para o fundo da rede. Depois deste gol, acabou a energia dos Leafs e quem domino a partida foram os BlackHawks que desferiram 27 chutes à gol somente no terceiro período, todos defendidos por Reimer.

Foi uma ótima vitória, contra um forte time, sempre presente nos playoffs, e na noite seguinte da vitória contra os Blue Jackets.

O próximo jogo é amanhã, 04/11 em Arizona, contra o Arizona Coyotes.

Go Leafs Gooo

JVR_100points_Leafs

05/03/2014 – Toronto Maple Leafs @ New York Rangers

quinta-feira, 06 março 2014 Deixe um comentário

Fomos fazer uma visita ao New York Rangers, bem no dia em que eles fizeram uma troca com o Tampa Bay Lightning que trouxe Martin St. Louis para os Rangers e enviou Ryan Callahan para Tampa.

A estréia de St. Louis foi apagada pela performance dos Leafs, que conseguiram segurar Rick Nash, Brad Richards, St. Louis e outros ótimos jogadores do time dos Rangers por dois períodos inteiros!

No primeiro período nenhum time marcou gols, mas no segundo os Leafs abriram o placar num penalty shot. Tyler Bozak sofreu uma penalidade quando estava a caminho do gol de Henrik Lundqvist. Ao cobrar o penalty shot, Bozak demonstrou paciência para ver onde poderia chutar o puck, aguardou Lundqvist se posicionar e marcou para os Leafs por debaixo das pernas do goleiro dos Rangers. O gol foi marcado logo aos 01m44s do segundo período. O restante do período viu ambas equipes tentando, com ótimas jogadas, mas parando nos goleiros. Os Leafs tiveram ótima chance com Joffrey Lupul, mas Lundqvist salvou. Tambem houve um chute de Jake Gardiner que bateu nas duas traves e não entrou.

No terceiro período, Nazem Kadri, que não marcava gols a seis jogos, desencantou e marcou para os Leafs aos 02m00s. Os Leafs, que possuem o quinto melhor powerplay da liga, ganhou uma chance de aumentar a vantagem numa penalidade cometida por Brad Richards, mas quem acabou se aproveitando da situação foi o time dos Rangers que, nesta mesma penalidade, marcou dois gols, empatando
a partida. Os Gols foram marcados em desvantagem numérica (shorthanded) por Ryan McDonagh aos 05m34s e por Dominic Moore aos 06m53s. É a segunda vez em 4 jogos que os Leafs permitem dois gols ao time adversário durante o mesmo powerplay, para os Leafs! Com o empate, os Rangers ganharam momento na partida e tentaram a todo custo vencer a partida em casa, mas o jogo acabou indo para a prorrogação.

O retrospecto dos Leafs em prorrogações, após o retorno das Olimpíadas de Sochi, não são das melhores e os Leafs perderam dois jogos seguidos, na prorrogação. Mas desta vez foi diferente. A prorrogação começou com os times jogando em 3 contra 3, pois uma penalidade no final do terceiro período, tirou um jogador de cada equipe. Quando a penalidade terminou, aos 01m51s, Phil Kessel e Tyler Bozak foram ao ataque. Bozak tentou passar para Kessel, mas o passe saiu muito forte e Kessel seguiu o puck para trás do gol dos Rangers, junto com dois jogadores do time da casa. Kessel conseguiu fazer uma bela jogada e passou o puck para Bozak, que estava sozinho em frente ao gol de Lundqvist, para chutar de primeira, forte, e vencer o goleiro de Nova York, dando a vitória aos Leafs!!

Como é bom vencer e voltar a marcar dois pontos!!!

Que isso dê fôlego à equipe para essa maratona final de jogos!

No sábado receberemos o Philadelphia Flyers!!

Go Leafs Gooooo

26/01/2013 – Toronto Maple Leafs @ New York Rangers

domingo, 27 janeiro 2013 Deixe um comentário

Os Leafs, apesar de jogarem bem, estão demonstrando que não conseguem manter o nível de jogo quando necessitam. Foi assim contra os Islanders, que viraram o placar e também foi assim contra os Rangers. Mais uma derrota, a terceira da temporada, a segunda de virada e a primeira fora de casa.

20130126_Leafs@Rangers_Banner

20130126_Leafs@Rangers_ScoreNo primeiro período, os Leafs iniciaram bem a partida, conseguindo logo aos 06m25s abrir o placar com Mikhail Grabovski, que recebeu um passe de Jean-Michael Liles e efetuou um belo “drible” em Henrik Lundqvist para marcar o gol. Os Leafs ainda aumentaram o placar com James Van Riemsdyk, que se posicionou em frente a Lundqvist para aproveitar um rebote. Apesar de efetuar apenas 3 chutes ao gol dos Rangers, os Leafs foram para o vestiário com a vantagem de 2 a 0.

No segundo período, os Leafs continuaram a ser dominados pelos Rangers, pelo menos no número de chutes ao gol de James Reimer. Reimer jogou muito bem e manteve os Leafs à frente do placar enquanto pode, mas aos 05m43s, Brad Richards marca o primeiro gol dos Rangers, dando novo ânimo ao time da casa.

Aos Leafs bastava manter a liderança no placar em um jogo em que o ataque não conseguia gerar perigo ao gol adversário, mas mesmo com ótimas defesas de Reimer, se a defesa, e o ataque não ajudarem, uma hora o outro time acaba empatando. Foi o que aconteceu, quando aos 07m36s, Marc Staal marcou o gol de empate. Os Leafs sentiram esse gol e, aos 12m57, Marian Gaborik marcou o gol da vitória (Game Winning Goal – GWG). O período ainda veria mais dois gols dos Rangers, marcados por Brian Boyle aos 17m08s e o segundo de Marian Gaborik aos 18m45s. Placar final, Leafs 2 x Rangers 5.

Os Leafs necessitam urgentemente melhorar o nível de seu jogo, mostrar força nos powerplays (vantagem numérica), além de impedir que outros times consigam a virada sobre a nossa equipe. Se não fossem essas viradas, os Leafs teriam ganho 4 dos 5 jogos desta temporada. Jogadores chave também precisam começar a marcar presença na equipe, como é o caso de Phil Kessel, que ainda não marcou gols nesta temporada, Dion Phaneuf que possui um plus/minus rating de -8. Só para vermos como as coisas estão ruins, quem tem os melhores plus/minus ratings são Carl Gunnarsson e Mike Komisarek, com 3 e 2, respectivamente. Nem mesmo Nazem Kadri, com 3 gols e duas assistências em 5 jogos, se salva, com plus/minus ratings de -1.

Agora é pensar no próximo jogo, contra os Sabres na próxima terça feira, em Buffalo.

GO Leafs GO …

Leafs contratam Tim Connolly

sábado, 02 julho 2011 3 comentários
Tim Connolly gets ready to take the face off i...

Image via Wikipedia

Após toda a espera por contratações, após a abertura do mercado da NHL, onde vários times apresentaram propostas em busca dos serviços de Brad Richards. Richards decidiu aceitar a oferta do New York Rangers com um contrato de 9 anos que, no total pagará 60 milhões de dólares …

Bom … com isso acertado, os Leafs voltaram a olhar as outras opções disponíveis e, nesta tarde, Brian Burke divulgou que os Leafs fecharam contrato de 2 anos com Tim Connolly, center. O contrato pagará a Tim o total de 9 milhões e meio de dólares pelos 2 anos do contrato.

Connolly jogou pelos Islanders durante duas temporadas e, desde 2001, joga pelo Buffalo Sabres.

Connolly é um center com ótimo controle do puck e, aparentemente, Burke o colocará na mesma linha de Phil Kessel. O problema é que Connoly perdeu 15 jogos na temporada passada devido à contusões e esse é um problema recorrente com ele … mas vamos ver o que vem pela frente nesta pós temporada! Pelo menos o time não está preso ao jogador por muitas temporadas, como fizeram os Rangers … e pode até ser que gastaram um pouco a mais do que Connolly vale, mas nesta pós temporada, o preço dos jogadores está caro e, só de não oferecer escolhas de draft ou prospectos já é uma vitória!!!!

Ainda temos que assinar com diversos outros jogadores para podermos analisar a equipe …

Comentem o que vocês acharam desta contratação.

Os Leafs ainda vão atrás de Stamkos? Quem mais deve assinar com os Leafs?

GO Leafs GO

Caputi de volta aos Marlies; Possível troca por Mike Ribeiro com os Dallas Stars

quarta-feira, 24 novembro 2010 2 comentários

Duas pequenas notícias, Nação Leaf:

Caputi foi reenviado para os Toronto Marlies (AHL);

Entretanto a imprensa está a avançar que os Leafs e os Rangers estão com 2 Centers (Mike Ribeiro e Brad Richards) dos Dallas Stars na mira para um possível negócio, caso o GM dos Stars, Joe Nieuwendyk, esteja disponível.

Força Burke, traz-nos o nosso luso Mike Ribeiro!!!

6ª feira os nossos Leafs vão a Buffalo, defrontar os Sabres, e no dia seguinte a Ottawa, visitar os Senators. Duas equipas “acessíveis” e era muito bom conseguir a 2ª e 3ª vitórias consecutivas, depois deste período de descanso.

Entretanto os Oilers continuam MUITO LONGE dos famosíssimos ” ’84 Oilers”. Ontem foram goleados por 5 golos sem resposta em Phoenix.

GO LEAFS GO!!!

%d blogueiros gostam disto: