Arquivo

Posts Tagged ‘Henrik Lundqvist’

13/01/2017 – Toronto Maple Leafs @ New York Rangers

segunda-feira, 16 janeiro 2017 Deixe um comentário

Depois de um belo descanso o Toronto Maple Leafs foi até o Madison Square Garden visitar o New York Rangers. 

A equipe demostrou muita vontade de vencer e  controlou o jogo dos Rangers. Frederik Andersen fez uma ótima partida e Henrik Lunqvist sofreu com a velocidade do ataque dos Leafs. 

Os Leafs começaram bem e William Nylander abriu o placar aos 04m49s. Antes de finalizar o período, aos 17m28s, com os Leafs em powerplay, James Van Riemsdyk marcou o segundo. Os Rangers bem que tentavam, mas paravam nas defesas de Frederik Andersen. O total de chutes à gol no período foi de 11 para cada equipe. 

No segundo período os Rangers voltaram tentando pressionar e Chris Kreider conseguiu diminuir para o time da casa aos 09m08s. Isso deu mais moral para os Rangers, que voltaram para o jogo, mas Connor Brown voltou a dar vantagem de dois gols aos Leafs aos 14m27s.

O terceiro período viu os Rangers com ainda mais vontade de retomar a partida, mas sofreram o quarto gol dos Leafs com Connor Carrick em powerplay aos 13m20s. Os Rangers conseguiram mais um gol, com J.T.Miller aos 18m35s, mas já não dava mais tempo pra nenhuma reação.

Uma boa vitória dos Leafs fora de casa e que ainda enfrentaria seu rival de divisão e província, o Ottawa Senators na noite seguinte.

Go Leafs Gooooo

30/10/2015 – Toronto Maple Leafs @ New York Rangers

sábado, 31 outubro 2015 2 comentários

Depois de alguns dias de descanso depois da derrota contra os Coyotes em Toronto, os Leafs se prepararam para uma visita aos New York Rangers no Madison Square Garden.

Jonathan Bernier foi o goleiro da vez pelos Leafs.

Os Leafs não jogavam mal, mas não conseguiam ter boas e perigosas chances de gol, até que aos 09m41s, Rick Nash e Derick Brassard envolveram a defesa dos Leafs e passaram para Mats Zuccarello abrir o placar.

O segundo período viu os Leafs melhores e chutando mais ao gol, mas ainda assim, sem muita qualidade e não levando muito perigo. Também, não é muito fácil marcar gols em Henrik Lundqvist.

No terceiro período, o mesmo trio dos Rangers aprontou mais uma vez contra os Leafs e quem marcou foi novamente Mats Zuccarello, que num contra-ataque em dois contra um, recebeu um belo passe e aumentou a liderança da equipe aos 05m34s. Os Leafs somente começaram uma pressão maior sobre os Rangers nos últimos 5 minutos de jogo e, após um chute forte de Dion Phaneuf com os Leafs já sem goleiro, Joffrey Lupul desviou o suficiente para tirar Lundqvist da jogada, diminuindo a vantagem dando 1m51s de pressão para o empate dos Leafs. Após o gol os Leafs mantiveram uma boa pressão, com os Rangers cometendo muitos Icing, o que os fazia permanecer no gelo com a mesma linha e Tyler Bozak vencia face-off após face-off, mantendo os Rangers em sua zona defensiva, até que numa movimentação do puck, Nazem Kadri recebe o puck e, ao invés de chutar ao gol, tentou fazer uma jogada e perdeu o puck, permitindo que Mats Zuccarello conseguisse seu primeiro hat-trick da carreira e garantir a vitória dos Rangers.

Os Leafs até agora possuem somente uma vitória, obtida contra o Columbus Blue Jackets e ainda estão devendo uma atuação mais consistente. Bernier teve o seu melhor jogo da temporada e jogará também hoje, contra o Pittsburgh Penguins, em Toronto. O time tem mostrado um esforço e raça muito grandes mas não tem conseguido criar boas chances ofensivas.

GO Leafs GO

05/03/2014 – Toronto Maple Leafs @ New York Rangers

quinta-feira, 06 março 2014 Deixe um comentário

Fomos fazer uma visita ao New York Rangers, bem no dia em que eles fizeram uma troca com o Tampa Bay Lightning que trouxe Martin St. Louis para os Rangers e enviou Ryan Callahan para Tampa.

A estréia de St. Louis foi apagada pela performance dos Leafs, que conseguiram segurar Rick Nash, Brad Richards, St. Louis e outros ótimos jogadores do time dos Rangers por dois períodos inteiros!

No primeiro período nenhum time marcou gols, mas no segundo os Leafs abriram o placar num penalty shot. Tyler Bozak sofreu uma penalidade quando estava a caminho do gol de Henrik Lundqvist. Ao cobrar o penalty shot, Bozak demonstrou paciência para ver onde poderia chutar o puck, aguardou Lundqvist se posicionar e marcou para os Leafs por debaixo das pernas do goleiro dos Rangers. O gol foi marcado logo aos 01m44s do segundo período. O restante do período viu ambas equipes tentando, com ótimas jogadas, mas parando nos goleiros. Os Leafs tiveram ótima chance com Joffrey Lupul, mas Lundqvist salvou. Tambem houve um chute de Jake Gardiner que bateu nas duas traves e não entrou.

No terceiro período, Nazem Kadri, que não marcava gols a seis jogos, desencantou e marcou para os Leafs aos 02m00s. Os Leafs, que possuem o quinto melhor powerplay da liga, ganhou uma chance de aumentar a vantagem numa penalidade cometida por Brad Richards, mas quem acabou se aproveitando da situação foi o time dos Rangers que, nesta mesma penalidade, marcou dois gols, empatando
a partida. Os Gols foram marcados em desvantagem numérica (shorthanded) por Ryan McDonagh aos 05m34s e por Dominic Moore aos 06m53s. É a segunda vez em 4 jogos que os Leafs permitem dois gols ao time adversário durante o mesmo powerplay, para os Leafs! Com o empate, os Rangers ganharam momento na partida e tentaram a todo custo vencer a partida em casa, mas o jogo acabou indo para a prorrogação.

O retrospecto dos Leafs em prorrogações, após o retorno das Olimpíadas de Sochi, não são das melhores e os Leafs perderam dois jogos seguidos, na prorrogação. Mas desta vez foi diferente. A prorrogação começou com os times jogando em 3 contra 3, pois uma penalidade no final do terceiro período, tirou um jogador de cada equipe. Quando a penalidade terminou, aos 01m51s, Phil Kessel e Tyler Bozak foram ao ataque. Bozak tentou passar para Kessel, mas o passe saiu muito forte e Kessel seguiu o puck para trás do gol dos Rangers, junto com dois jogadores do time da casa. Kessel conseguiu fazer uma bela jogada e passou o puck para Bozak, que estava sozinho em frente ao gol de Lundqvist, para chutar de primeira, forte, e vencer o goleiro de Nova York, dando a vitória aos Leafs!!

Como é bom vencer e voltar a marcar dois pontos!!!

Que isso dê fôlego à equipe para essa maratona final de jogos!

No sábado receberemos o Philadelphia Flyers!!

Go Leafs Gooooo

10/04/2013 – Toronto Maple Leafs @ New York Rangers

quinta-feira, 11 abril 2013 Deixe um comentário

Os Leafs tinham pela frente o jogo de volta contra o New York Rangers e foram até o Madison Square Garden buscando manter a qualidade do jogo e arrancar mais dois pontos dos Rangers!

Joffrey Lupul ainda não se recuperou de uma lesão sofrida no jogo contra os Flyers e não fez parte do elenco para este jogo.20130410_Leafs@Rangers_Banner

O primeiro período viu os times disputarem o puck e se empenharem em fazer boas jogadas, mas o placar permaneceu inalterado, com 11 chutes defendidos por Henrik Lundqvist e 8 por James Reimer.

20130410_Leafs@Rangers_ScoreMal começou o segundo período e os Leafs movimentaram bem o puck na zona ofensiva, porém Ryan Calahan acabou por interceptar um passe e estava virando para ir ao ataque quando Phil Kessel apareceu e, para surpresa de Calahan e Lundqvist, chutou de primeira, abrindo o placar aos 01m42s. Com os Leafs à frente no placar, a equipe iniciou o período de sono no gelo. Os Leafs, após uns 5 minutos iniciais do segundo período não deram nenhum chute à gol. Os Rangers pressionaram e aos 10m55s Carl Hagelin, que jogou bem a noite toda, se aproveita de uma deflexão de James Reimer, que ia para a lateral do gol, e vindo de trás do gol, chutou quase sem ângulo, mas também sem goleiro, que estava se recuperando da defesa anterior, e empatou a partida. Como os Rangers estavam dominando o período, aos 16m43s, Ryan McDonagh recebeu o puck na linha a azul e, após passar por Nazem Kadri, deu um fortíssimo chute, vencendo também James Reimer. Foi a virada dos Rangers. No restante do período os Leafs somente se defenderam e conseguiram manter o placar somente no 2 a 1.

Veio o terceiro período e, para a felicidade dos Leafs, James Van Riemsdyk se aproveita de um erro do defensor dos Rangers, que perdeu o controle do puck na zona neutra, avançou ao ataque levando com ele este defensor e no momento exato, deu um belo passe para Phil Kessel, que marcou o seu segundo gol da noite aos 08m05s, no primeiro chute dos Leafs em mais de 24 minutos de jogo! Foi um duro golpe nos Rangers que controlavam a partida e pelo andar do jogo já achavam que a vitória estava garantida. O tempo regular terminou com os times empatados em 2 a 2, levando as equipes à prorrogação.

Na prorrogação tivemos muitos lances e chances para ambas equipes, mas os goleiros e defensores fizeram bem o seu papel e mantiveram o placar inalterado.

Mais uma vez os Leafs decidiriam uma partida nos penaltis (shootout), mas o retrospecto não era nada favorável. Os Leafs simplesmente perderam todos os 4 jogos que foram ao shootout nesta temporada, segundo o que informava a transmissão, enquanto os Rangers venceram 3 dos 4 shootouts que disputaram. Pelos Leafs chutaram Tyler Bozak, Nazem Kadri e Mikhail Grabovski e pelos Rangers, Rick Nash, Mats Zuccarello e Ryan Callahan. Somente Zuccarello foi feliz em sua cobrança, marcando o gol por debaixo das pernas de Reimer, dando a vitória aos Rangers.
Mais uma vez Reimer não consegue defender um chute no chamado 5 hole, debaixo das pernas.

Apesar da derrota, o time conseguiu um ponto, totalizando 49 com somente mais 8 jogos na temporada regular. Estamos na quinta colocação da conferência, cinco pontos à frente do sexto, sétimo e oitavo (Senators, Islanders e Rangers), empatados com 44 pontos e seis pontos atrás do Montreal Canadiens, o quarto colocado, que perdeu a segunda colocação ontem com a vitória dos Bruins sobre os Devils!

É … Estamos próximos dos playoffs … Muito próximos! Falta pouco para termos a felicidade de ver nosso time num jogo de playoffs!

Go Leafs Goooooo

26/01/2013 – Toronto Maple Leafs @ New York Rangers

domingo, 27 janeiro 2013 Deixe um comentário

Os Leafs, apesar de jogarem bem, estão demonstrando que não conseguem manter o nível de jogo quando necessitam. Foi assim contra os Islanders, que viraram o placar e também foi assim contra os Rangers. Mais uma derrota, a terceira da temporada, a segunda de virada e a primeira fora de casa.

20130126_Leafs@Rangers_Banner

20130126_Leafs@Rangers_ScoreNo primeiro período, os Leafs iniciaram bem a partida, conseguindo logo aos 06m25s abrir o placar com Mikhail Grabovski, que recebeu um passe de Jean-Michael Liles e efetuou um belo “drible” em Henrik Lundqvist para marcar o gol. Os Leafs ainda aumentaram o placar com James Van Riemsdyk, que se posicionou em frente a Lundqvist para aproveitar um rebote. Apesar de efetuar apenas 3 chutes ao gol dos Rangers, os Leafs foram para o vestiário com a vantagem de 2 a 0.

No segundo período, os Leafs continuaram a ser dominados pelos Rangers, pelo menos no número de chutes ao gol de James Reimer. Reimer jogou muito bem e manteve os Leafs à frente do placar enquanto pode, mas aos 05m43s, Brad Richards marca o primeiro gol dos Rangers, dando novo ânimo ao time da casa.

Aos Leafs bastava manter a liderança no placar em um jogo em que o ataque não conseguia gerar perigo ao gol adversário, mas mesmo com ótimas defesas de Reimer, se a defesa, e o ataque não ajudarem, uma hora o outro time acaba empatando. Foi o que aconteceu, quando aos 07m36s, Marc Staal marcou o gol de empate. Os Leafs sentiram esse gol e, aos 12m57, Marian Gaborik marcou o gol da vitória (Game Winning Goal – GWG). O período ainda veria mais dois gols dos Rangers, marcados por Brian Boyle aos 17m08s e o segundo de Marian Gaborik aos 18m45s. Placar final, Leafs 2 x Rangers 5.

Os Leafs necessitam urgentemente melhorar o nível de seu jogo, mostrar força nos powerplays (vantagem numérica), além de impedir que outros times consigam a virada sobre a nossa equipe. Se não fossem essas viradas, os Leafs teriam ganho 4 dos 5 jogos desta temporada. Jogadores chave também precisam começar a marcar presença na equipe, como é o caso de Phil Kessel, que ainda não marcou gols nesta temporada, Dion Phaneuf que possui um plus/minus rating de -8. Só para vermos como as coisas estão ruins, quem tem os melhores plus/minus ratings são Carl Gunnarsson e Mike Komisarek, com 3 e 2, respectivamente. Nem mesmo Nazem Kadri, com 3 gols e duas assistências em 5 jogos, se salva, com plus/minus ratings de -1.

Agora é pensar no próximo jogo, contra os Sabres na próxima terça feira, em Buffalo.

GO Leafs GO …

%d blogueiros gostam disto: