Arquivo

Posts Tagged ‘Cam Ward’

20/11/2015 – Toronto Maple Leafs @ Carolina Hurricanes

sábado, 21 novembro 2015 Deixe um comentário

Os Leafs estão jogando muito bem e têm tido um ótimo conjunto, principalmente no gol, onde James Reimer tem sido espetacular! Após a vitória contra o Colorado Avalanche, o Toronto Maple Leafs foi a Raleigh, visitar o Carolina Hurricanes. 

O jogo estava bem ruim para os Leafs que estavam sendo dominados pelos Canes, jogando mal e não consegui do muitas chances e chutes ao gol de Cam Ward. Ao final do segundo período, os Canes lideravam com 22 chutes ao gol contra apenas 12 dos Leafs.

O jogo só começou a ser decidido no terceiro período, quando Brad Malone marcou para os Canes aos 07m47s, abrindo o placar. Tudo parecia difícil para os Leafs é uma luz no fim do túnel começou a aparecer num powerplay para a equipe no final do período. Nazem Kadri conseguiu empatar para os Leafs aos 16m27s, garantindo um ponto aos Leafs, pelo menos, e levando o jogo à prorrogação.

Na prorrogação, mesmo com um powerplay para os Leafs, a equipe não conseguiu definir a partida e a decisão foi levada à disputa de pênaltis (Shootout). Peter Holland marcou para os Leafs já no primeiro chute, mas os Canes conseguiram empatar na terceira rodada e a decisão ficou para Joffrey Lupul na quinta rodada, sem mais ninguém ter conseguido vencer os goleiros! 

Foi mais uma vitória para os Leafs, uma que foi buscada nos últimos minutos do tempo regular e mantida até o final do Shootout!

Go Leafs Go!  

29/12/2013 – Carolina Hurricanes @ Toronto Maple Leafs

segunda-feira, 30 dezembro 2013 2 comentários

Esse foi o último jogo dos Leafs antes do NHL Winter Classic a ser jogado em primeiro de janeiro em Ann Arbor, Michigan, no estádio de futebol americano, Big House, contra o Detroit Red Wings. Os Leafs receberam a visita do Carolina Hurricanes, de quem já haviam perdido no primeiro jogo desta temporada entre as equipes.

Os Leafs vinham de vitória sobre o Buffalo Sabres, conseguida no shootout e manter o aproveitamento antes da virada do ano seria muito bom.

Infelizmente os Leafs começaram mal e não deram chutes durante os primeiros 10 minutos de jogo, período em que os Hurricanes deram 8 chutes ao gol de Jonathan Bernier. O primeiro chute dos Leafs sobre Cam Ward só aconteceu aos 11m39s com Joffrey Lupul. O placar foi aberto aos 16m56s por Phil Kessel, após o jogador dos Leafs chutar o puck detrás do gol e o puck bater nas costas de Cam Ward e entrar.

No segundo período, antes de terminar o segundo minuto, os Hurricanes empataram com Nathan Gerbe, aos 1m36s. Aos 13m42s, Phil Kessel voltou a marcar para os Leafs num contra-ataque junto com James Van Riemsdyk e aos 14m58s, Nikolai Kulemin faz ótima jogada e chuta forte, sem defesa para Cam Ward. Somente no finalzinho do período, aos 17m43s, quando os Leafs estavam sem Paul Ranger e Dion Phaneuf, que cometeram penalidades, e os Hurricanes sem Alexander Semin, Justin Faulk marcou o segundo gol dos Hurricanes.

O terceiro período parecia que seria disputado com o placar somente com um gol de diferença, mas os Leafs conseguiram dominar o jogo, mesmo desferindo um menor número de chutes à gol, e marcaram mais 2 gols, com Paul Ranger aos 04m58s, recebendo uma assistência de Tyler Bozak, que aliás fez uma excelente partida de retorno, marcando três assistências na noite, e de Dion Phaneuf, aos 19m52s, com o Carolina Hurricanes jogando sem goleiro. O gol de Phaneuf foi marcado a partir da zona defensiva, o puck foi chutado por cima dos defensores dos Hurricanes e acabou por sair rolando no gelo, com um dos defensores atrás. O puck acabou entrando e o defensor colidiu com o gol, tirando-o da posição.

Ao final os Leafs venceram no tempo regular, pela quarta vez, desde 30 de Outubro e vão ao NHL Winter Classic vindo de 5 jogos sem derrota no tempo regular, sendo desses 5, 3 vitórias!

Go Leafs Gooooo

———————————————————

Gostaria aqui e agradecer a todos os leitores do blog e desejar um ótimo ano de 2014, com muito hóquei e com os Leafs indo mais à frente nos playoffs.

Enhanced by Zemanta

17/10/2013 – Carolina Hurricanes @ Toronto Maple Leafs

sexta-feira, 18 outubro 2013 Deixe um comentário

Os Leafs, apesar das seis vitórias e apenas uma derrota nesta temporada, não têm jogado bem, permitindo muitos chutes à gol e se valendo de seus times especiais e da ótima performance de seus goleiros para chegar às vitórias. Após derrotarem o time do Minnesota Wild, os Leafs receberam a visita do Carolina Hurricanes.17102013_Canes@Leafs_Banner

Mal a partida começou e os Leafs tiveram uma baixa. Aos 32s, James Reimer protegeu o puck com sua luva, mas Josh Leivo, que vinha em alta velocidade não conseguiu parar ou desviar e acabou acertando a cabeça de Reimer com uma joelhada. O goleiro dos Leafs deixou a partida e saiu do gelo com ajuda. Jonathan Bernier, que ficaria como goleiro backup teve que se apresentar no gol dos Leafs. Para backup de Jonathan Bernier, já que James Reimer não tinha condições de retorno, os Leafs tiveram que, na emergência e na ausência dos goleiros do Toronto Marlies que estavam jogando em Rochester, convocar o goleiro da Universidade de Toronto, Brett Willows, que chegou no Air Canada Centre no início do terceiro período.

17102013_Canes@Leafs_ScorePosso afirmar que os Leafs jogaram bem até a metade do jogo, ou seja, até a metade do segundo período. O primeiro período acabou sem gols, mas com muitas penalidades e chances para ambas equipes e ótimas defesas de Cam Ward e Jonathan Bernier. No início do segundo período, Joffrey Lupul marcou o primeiro gol dos Leafs aos 02m30s. O segundo gol dos Leafs veio justamente do jogador, novato, que ababou colidindo com Reimer, retirando-o do jogo, Josh Leive. Leivo ganhou o puck na zona neutra e partiu em velocidade num contra-ataque de 2 contra 1, o outro jogador dos Leafs puxou a marcação e Leivo marcou um belíssimo gol em Cam Ward. O período terminou com a vantagem dos Leafs no placar por 2 a 0, mas os Leafs já estavam tomando mais chutes à gol. No primeiro período foram 12 para os Leafs e 10 para os Hurricanes, mas nos períodos seguintes, os Hurricanes deram 14 chutes em cada um deles, enquanto os Leafs deram 6 e 8 respectivamente no segundo e terceiro períodos.

No terceiro período, parecia que os Leafs tinham esquecido como jogar hóquei. Os pucks eram rifados ao ataque, a defesa não se acertava e logo aos 02.54, Ryan Murphy recebeu um passe de Jeff Skinner, com o time em powerplay, após uma penalidade cometida por Nazem Kadri, e marcou o primeiro para os Hurricanes, com seu chute sendo desviado pelo taco de Dave Bolland, tirando a chance de defesa de Bernier. Neste momento vi que o terceiro período teria muita pressão por parte dos Canes. Os Leafs insistiam em não acordar e quem não faz, toma. Aos 06m48s, numa jogada em que Carl Gunnarsson não efetuou um passe certeiro, o puck retorna ao meio do gelo e um chute acaba sendo bloqueado por Gunnarsson, e o puck sobra em frente ao gol, para o capitão dos Canes, Eric Staal, que acertou um belo tiro, vencendo Bernier e empatando a partida. Os Leafs até que tentaram chegar ao gol da vitória, mas suas tentativas sempre eram paradas por Cam Ward. Aos 13m04s, Ron Hainsey, chuta da zona defensiva dos Canes, o puck bate na borda sem nenhum jogador dos Canes ou dos Leafs tocar nele e encaminha-se ao final do gelo dos Leafs. O árbitro de linha já estava sinalizando icing, na verdade um hybrid icing, uma nova regra aceita pela NHL durante a pré-temporada, e acredito que Bernier tenha achado que o apito soaria quando o puck chegasse à borda do gelo, mas não houve a chamada para icing pois, aparentemente, Radek Dvorak, estava patinando em direção ao puck, à frente dos defensores dos Leafs. O que ocorreu foi uma das jogadas mais bizarras já vistas. Assim como um gol permitido por Jonathan Quick, ex-companheiro de equipe de Bernier, o puck bateu na borda do fundo do gelo, atrás do gol dos Leafs e desviou em direção a Bernier. Bernier que aguardava o apito acabou olhando para os árbitros, e o puck acabou por bater em seu patins direito e entrando. Após uma discussão entre os árbitros, o gol foi validado. Os Leafs ainda tentaram uma reação e, aos 19m00s, Kadri tentou um chute forte, com seu time em Empty Net, mas o tiro pegou o travessão.

A partida acabou com o placar de Hurricanes 3 x Leafs 2, numa derrota de virada que, apesar de triste, acabou sendo merecida. Os Leafs pararam após 30 minutos de jogo e ainda tomaram um gol bizarro. É a segunda derrota dos Leafs na temporada e a equipe ainda tem muito a melhorar para nos levar aos playoffs. O próximo jogo será em Chicago contra o ex-time de Dave Bolland, o atual campeão, Chicago Blackhawks.

GO Leafs GO!!!!!!

04/02/2013 – Carolina Hurricanes @ Toronto Maple Leafs

segunda-feira, 04 fevereiro 2013 Deixe um comentário

Com a derrota para os Bruins na partida anterior, os Leafs recebem os Canes no Air Canadá Centre, buscando a segunda vitória em casa e a quinta da temporada, tirando os Leafs do aproveitamento de 50%, ou de ,5, com 4 vitórias e 4 derrotas, sendo 3 vitórias fora de casa e 1 em casa.

20130204_Canes@Leafs_Banner

No gol do Carolina está o veterano Cam Ward, que tem apenas uma vitória em 4 jogos nesta temporada. Pelos Leafs, James Reimer protege o gol, merecidamente, após a bela partida que ele fez no jogo contra os Bruins.

20130204_Canes@Leafs_ScoreOs Leafs começaram bem a partida, pressionando os Canes e procurando se aproveitar do fato de jogar em casa, em frente à sua torcida. Com seus jogadores sempre muito rápidos, o perigo rondou o gol dos Canes até que, aos 5m44s, Matt Frattin, o jovem jogador que somente foi chamado dos Marlies para cobrir a ausência de Joffrey Lupul e que está marcando gols decisivos, abre o placar, com assistências de Nazem Kadri e Leo Komarov, se aproveitando de um rebote em que o defensor dos Canes se enrolou com o puck. Os Leafs tiveram oportunidades em vantagem numérica, mas não conseguiram alterar este placar. Final do primeiro período, Canes 0 x Leafs 1, com os Leafs chutando 18 vezes ao gol de Cam Ward, contra apenas 12 chutes dos Canes.

Os times voltaram ao gelo para o segundo período, e aos 1m21s os Canes empataram com Jordan Staal. Numa jogada em que Jeff Skinner disputou o puck na borda, atras do gol dos Leafs, 4 jogadores do Toronto ficaram naquela região do gelo, se esquecendo de marcar Jordan Staal que ficou sozinho em frente ao gol. Jordan recebeu o puck e não teve dificuldades em marcar o seu primeiro gol pelos Canes. Os Leafs bem que tentavam voltar à liderança, mas Kessel, Bozak, Frattin, Kadri e cia eram parados pela trave ou por Ward. Aos 10m21s, os Canes vão ao ataque e Eric Staal, ao cruzar o puck, acaba acertando no patins de Mike Kostka, que estava se posicionando, cobrindo a marcação do jogador dos Canes que receberia o passe, e o puck vai para o gol dos Leafs. Mike Kostka não teve culpa e nem Reimer, que estava fechando o ângulo para Staal não chutar pro gol diretamente. Reimer, aliás, fez ótimas defesas e manteve os Leafs na partida. Antes do término do segundo período os Leafs marcaram o gol de empate numa jogada em que o puck foi cruzado em frente ao gol dos Canes, desviou nas pernas de Bozak e foi para o gol. A jogada foi revista e, na minha opinião, o gol foi anulado incorretamente. Eles alegaram que Bozak fez um movimento de chute para o puck entrar, o que invalida o gol. Não vi tal movimento. O período termina com a virada dos Canes no placar. Canes 2 x Leafs 1.

No último período, os Leafs continuaram buscando o gol, mas Faulk encontrou primeiro, vencendo Reimer e marcando o terceiro gol dos Canes. O gol foi marcado após um passe de Jeff Skinner que cruzou da direita para a esquerda em frente a James Reimer. Quando Reimer tentou se voltar para cobrir o outro lado direito do gol, Faulk já havia chutado. O puck bateu na Luva esquerda de Reimer e acabou cruzando a linha por alguns milímetros, antes de Reimer tirar o puck de dentro do gol com a perna. Gol legítimo. O quarto e último gol dos Canes veio após uma jogada atrás do gol dos Leafs em que John-Michael Liles acabou perdendo o controle do puck e perdendo a corrida com Jeff Skinner, que passou para Patrick Dwyer que chutou sem chances para Reimer.

Liles foi um dos que jogaram mal nesta noite. Kessel tem tentado marcar seu primeiro gol da temporada, mas não está numa boa fase. Ele tem dado muitos chutes ao gol, mas não consegue vencer os goleiros adversários, ou então o puck bate na trave! Phaneuf também não tem produzido ofensivamente. Os Leafs precisam melhorar seu time para vantagem numérica, pois não temos criado muitas chances de gol com ele.
Já temos 5 derrotas e somente 4 vitórias na temporada. Sei que ainda é cedo, mas temos que melhorar, caso contrário, adeus Playoffs deste ano também! A equipe não está ruim, mas falta algo … Estamos lutando para vencer as partidas, mas não temos aproveitado as chances de gol!

Hoje vamos à Washington enfrentar os Capitals, rumo à segunda vitória sobre eles nesta temporada!

Go Leafs Go!!!! Faltam apenas 39 jogos!!!

27/03/2012 – Carolina Hurricanes @ Toronto Maple Leafs

quinta-feira, 29 março 2012 2 comentários

É … Nossa situação está cada vez mais difícil! Perdemos dos Rangers no Shootout e recebemos os Hurricanes no Air Canadá Centre, um time que, como nós não tem mais como ir aos playoffs. Mas tem um ótimo goleiro, Cam Ward!

Os Leafs devem estar em clima de derrota e de uma temporada que até mesmo para os jogadores foi frustrante. Com Jonas Gustavsson no gol, pois James Reimer aparentemente sentiu algumas dores no pescoço ou no tronco, algo não muito bem explicado, os Leafs iniciaram a partida e apesar de tentarem fazer belas jogadas, pararam na muralha que foi Cam Ward!

Devido à falta de tempo não farei este post como tenho feito todos os outros, dividindo os parágrafos por período, vou resumir o jogo todo num só.

Os Hurricanes estavam melhor no primeiro período e, como os Leafs deram somente 5 chutes ao gol, não foi uma novidade que os Hurricanes saíssem na frente. Aos 13m05s, Jussi Jokinen abre o placar desviando o puck num chute de Tuomo Ruutu, sem chances de defesa para Gustavsson. O segundo e o terceiro gol vieram de ex- jogadores dos Leafs. Tim Brent marcou aos 18m17s do primeiro período, num chute bem defensável! E Jay Harrison marcou logo no início do segundo período, aos 37s, chutando de longe, marcado por um defensor e com Gustavsson muito mal, permitindo o gol com o puck passando por cima de sua luva. Após este gol, Randy Carlyle, imediatamente substituiu Gustavsson por Jussi Rynnas. Foi o primeiro jogo de Rynnas na NHL e ele se saiu bem, não tomando nenhum gol durante todo o restante da partida. Nos dois últimos períodos os Leafs dominaram a partida, tanto que deram 25 chutes a gol contra 11 dos Hurricanes e foi justamente Cam Ward quem garantiu a vitória numa noite inspiradíssima!

Com a derrota deixamos de ter qualquer possibilidade matemática de classificação aos playoffs e já podemos começar a pensar em acompanhar os Marlies.

Este é o sétimo ano consecutivo sem playoffs em Toronto!

Go Leafs Go – Agora só podemos ficar na expectativa de qual escolha do draft será a nossa e o que faremos com ela!

%d blogueiros gostam disto: