Arquivo

Posts Tagged ‘Evander Kane’

07/03/2016 – Buffalo Sabres @ Toronto Maple Leafs

terça-feira, 08 março 2016 Deixe um comentário

O Toronto Maple Leafs recebeu o Buffalo Sabres no Air Canada Centre, mas o que parecia uma vitória tranquila acabou sendo uma derrota no Shootout.

O jogo mal começou e os Leafs já se impuseram no placar. Aos 00m25s, Nikita Soshnikov partiu no contra-ataque e deus passe na medida para Leo Komarov marcar. Mais um ponto anotado para Soshnikov que vem jogando muito bem e surpreendendo muitos analistas e comentaristas. Aos 11m05s, foi a vez de Brad Boyes marcar o segundo dos Leafs num powerplay, vencendo o goleiro Chad Johnson. 

Os Leafs dominavam a partida e realmente tudo parecia ir bem na noite para o time da casa, mas Mark Pysyk conseguiu abrir o placar para os Sabres num chute aos 16m23s do segundo período. O chute de Pysyk acabou passando por baixo do goleiro dos Leafs, Garret Sparks e, bem devagar, ia para o gol. Sparks tentou parar o puck, mas seu movimento acabou empurrando o puck para dentro, por alguns centímetros. A jogada foi revista e o gol confirmado. Apesar do gol os Leafs continuaram jogando bem e aos 19m41s, outro novato, Zach Hyman marcou o terceiro dos Leafs, aproveitando seu próprio rebote. Foi o primeiro gol de Hyman na NHL. Parabéns ao jogador que tem se mostrado incansável no gelo!

Infelizmente para os Leafs a vantagem de dois gols foi totalmente perdida no terceiro período, quando erros cometidos por Nazem Kadri, que não retornou ao gelo na velocidade que devia, após uma penalidade, e deixou Jack Eichel vencê-lo na corrida, para marcar o segundo dos Sabres aos 07m28s. Com o jogo ainda nas mãos foi a vez de Morgan Rielly perder o puck na zona defensiva e proporcionar o terceiro gol dos Sabres, marcado por Evander Kane, aos 10m41s. Matt Hunwick limpou o puck por trás do gol de Sparks e partia no contra-ataque, deixando Evander Kane pra trás, mas Morgan Rielly perdeu o puck para Sam Reinhart, que cruzou para Kane livre, marcar no gol aberto. 

O jogo seguiu para a prorrogação, onde novamente Nazem Kadri cometeu penalidade e deu um powerplay para os Sabres, que não aproveitaram, apesar de um chute de Eichel acertar a trave de Garret Sparks. A decisão ficou para o Shootout, onde Sam Reinhart venceu Sparks e nenhum jogador dos Leafs conseguiu marcar em Chad Johnson. 

Mike Babcock ficou desapontado com a derrota num jogo que estava sendo controlado pelos Leafs. Ele disse que apesar de a equipe estar com vários jogadores jovens, foram os veteranos que acabaram por cometer os erros que levaram aos gols dos Sabres. 

Os Leafs perderam o sexto jogo seguido e continuam a temporada contra os Islanders amanhã.

Go Leafs Gooooooo

21/10/2015 – Toronto Maple Leafs @ Buffalo Sabres

sexta-feira, 23 outubro 2015 Deixe um comentário

Para este jogo Mike Babcock escolheu Jonathan Bernier como goleiro e parece que a escolha deu resultados, pelo menos até faltar 04m29s para o término da partida.

Os Leafs começaram bem, pressionando os Sabres em casa, e chegaram ao primeiro gol aos 01m28s do primeiro período, com PA Parenteau desviando o puck para o gol de Chad Johnson. O jogo continuou bem para os Leafs, apesar de deixarem os Sabres chutarem mais ao gol de Bernier.

Bernier foi muito seguro na partida e fez ótimas defesas! Infelizmente os Leafs não conseguiram mais marcar gols em Chad Johnson e, aos 15m31s do terceiro período, Nazem Kadri comete um erro na zona neutra e da aos Sabres uma chance de contra-ataque, que Evander Kane não desperdiçou, chutando em Bernier com dois jogadores dos Leafs encobrindo o chute, o que diminui a visão do goleiro. Foi o gol de empate e o primeiro de Evander Kane pelos Sabres, além de ser o seu gol de número 110 na NHL.

Com o jogo empatado, tivemos a prorrogação em 3 contra 3, que quase teve um gol dos Leafs faltando segundos para terminar e que, sem gols, nos levou à decisão por pênaltis, algo muito discutido até mesmo entre torcedores. Muitos não gostam dessa decisão e outros, como eu, acham legal por ser uma disputa entre os atacantes e os goleiros. Os Leafs começaram bem, mais uma vez com Pierre-Alexandre Parenteau e abriram o placar logo na primeira rodada dos penaltis. Bernier defendeu os Sabres. Mas Joffrey Lupul e Nazem Kadri não marcaram e Tyler Ennis marcou na segunda rodada. A disputa foi até a quinta rodada sem mais gols, até que Matt Moulson marca para os Sabres e Brad Boyes perde sua chance de empatar.

É a segunda derrota dos Leafs na decisão de pênaltis, e da mesma forma, iniciaram com um gol de PA Parenteau e depois não conseguiram mais nada, deixando o time adversário vencer. Com certeza Mike Babcock e seus assistentes devem treinar mais os atacantes em situacaoes de decisão nos pênaltis.

O próximo jogo será no sábado em Montreal (Bell Centre) contra os Canadiens, que jogam na sexta contra os Sabres, ou seja, contra um ótimo time, mas cansado por jogar na noite anterior, vamos ver como os Leafs usam esta vantagem!

Go Leafs Go! 

12/03/2013 – Toronto Maple Leafs @ Winnipeg Jets

quarta-feira, 13 março 2013 Deixe um comentário

Os Leafs vinham de duas derrotas consecutivas (Bruins e Penguins) e o jogo foi fora de casa, em Winnipeg, no MTS Centre, casa dos Jets. Os Jets estão lutando para entrar entre os oito primeiros da conferência e os Leafs buscando se manter com chances de ir aos Playoffs pela primeira vez desde o locaute anterior em 2003-2004.20130312_Leafs@Jets_Banner

O jogo começa bem para ambas equipes, com os times buscando o gol, mas com os Jets jogando melhor. Aos 06m06s, Dustin Byfuglien chuta forte da linha azul e Nik Antropov desvia para o gol, abrindo o placar. Durante o restante do período os goleiros brilharam, fazendo diversas defesas. Tanto James Reimer, quanto Ondrej Pavelec se mostraram bem posicionados e seguros. O placar não foi alterado, apesar de ótimas chances dos atacantes.

20130312_Leafs@Jets_ScoreMal começou o segundo período e Phil Kessel rouba o puck de Byfuglien e parte sozinho contra Pavelec. Apesar de estar bem posicionado, Pavelec não conseguiu defender o chute, pois quando Kessel estava finalizando o movimento de chute, seu taco quebrou, o que fez o puck ter uma trajetória mais baixa, traindo os reflexos do goleiro dos Jets. Com o jogo empatado aos 38s do segundo período, pensei que os Leafs iniciariam uma pressão sobre os Jets, mas os Jets não permitiram e aos 01m03s, Blake Wheeler marca o segundo dos Jets, devolvendo a liderança à equipe. Neste gol, Reimer se deslocou para a esquerda de seu gol, bloqueando um chute, porém não conseguiu voltar a tempo para fechar o lado direito do gol, direção de onde veio o chute de Wheeler. Aos 05m42s, os Leafs ganharam quase 2 minutos com vantagem numérica de 5 contra 3 no gelo, mas apesar de todas as tentativas, Pavelec efetuou ótimas defesas e os Jets conseguiram sair ilesos deste powerplay para os Leafs. Este foi o momento que definiu a partida em favor dos Jets. Quando em vantagem numérica com 2 jogadores a mais no gelo, a equipe tem que marcar gols! Não tem desculpa! Aos 10m43s, numa jogada em que o puck foi perdido na saída da defesa, Dustin Byfuglien cruzou o puck para Kyle Wellwood marcar o terceiro gol dos Jets. Reimer não viu a presença de Wellwood e acabou não esticando a perna direita, fechando o gol. Foi exatamente por onde o puck entrou, entre seu pé direito e a trave, num chute defensável. Mais uma vez Pavelec foi perfeito em todos os chutes desferidos pelos Leafs.

O terceiro e último período seria a chance dos Leafs voltarem à partida. A equipe tem demonstrado muita garra e conseguido virar o jogo, ou empatar, no último período, mas desta vez, nem isso deu certo. Aos 11m16s, em mais um erro dos Leafs, Nik Antropov corta um passe e passa o puck para Evander Kane. Kane, muito veloz, passa pelos defensores dos Leafs e marca o quarto gol dos Leafs num chute acima da luva de Reimer. Neste momento o goleiro dos Leafs é retirado, dando lugar a Ben Scrivens. Pouco menos de 2 minutos depois, aos 12m53s, Scrivens é exigido num rápido contra-ataque de Blake Wheeler e não consegue realizar a defesa. Leafs 1 x Jets 5. Os Leafs ainda diminuíram para 5 a 2, aos 13m14s, no segundo gol de Phil Kessel na noite, mas já era tarde demais para qualquer recuperação. Saímos de Winnipeg com a terceira derrota seguida.

Os Leafs não terão uma vida fácil em seus próximos jogos. Na quinta-feira recebem os Penguins no Air Canada Centre e no sábado recebem o mesmo Winnipeg Jets! São dois jogos com equipes para as quais os Leafs perderam nos últimos três jogos! Espero que Randy Carlyle ajuste o time para voltarmos à coluna das vitórias!

Go Leafs Goooooo

27/02/2011 – Toronto Maple Leafs @ Atlanta Thrashers

segunda-feira, 28 fevereiro 2011 Deixe um comentário

Os Leafs, que ontem perderam dos Penguins no shootout, logo após a partida voou de Toronto para Atlanta para um jogo às 17h00, horário local. Sabendo que a equipe já vem de um jogo difícil na última quinta-feira, contra os Canadiens, podemos ter certeza de que o time estaria cansado no gelo.

No início da partida, o cansaço começou a ser mostrado e os Leafs não deram sequer um chute à gol nos primeiros 6 minutos de jogo. Para quebrar esse número, Kulemin trata de abrir o placar aos 6m09s, no primeiro chute dos Leafs à gol! O jogo parecia ter ido para o lado dos Leafs, apesar do maior número de chutes à gol dos Thrashers. Após o primeiro gol, Kessel, aos 08m34s, avança sozinho com o puck e os dois defensores dos Thrashers ficaram esperando Kessel passar o puck, e ele decidiu partir para o gol. Ondrej Pavelec defendeu a primeira tentativa e Kessel aproveitou o rebote! Lindo gol de Kessel e os Leafs estavam com 2 a 0 no placar! Pavelec foi então trocado por Chris Mason.

Aparentemente tudo ia muito bem para os Leafs, quando no início do segundo período, antes dos 2 minutos de jogo, Evander Kane colide com James Reimer, acertando o goleiro dos Leafs na cabeça, com seu joelho. Kane foi penalizado por interferir com o goleiro, mas Reimer, após diversas conversas com os médicos dos Leafs, acabou saindo da partida, dando lugar a Jean Sebastien Giguere. Não houveram gols no segundo período, mas os Leafs ainda jogaram bem…

Veio o terceiro período e acho que o cansaço acabou se abatendo sobre os jogadores. O time voltou apático, errando muito e, logo aos 23 segundos, Andrew Ladd aproveitou um powerplay e diminuiu para os Thrashers, botando fogo no gelo!  O resto do período foi igual … os Thrashers pressionando os Leafs, os Leafs errando e ao final foram um total de 20 chutes à gol dos Thrashers contra apenas 6 dos Leafs! E, infelizmente para os Leafs, os Thrashers empataram a partida com Tim Stapleton, aos 15m24s.

E vamos à prorrogação. Ambos times já somaram um ponto e apenas tentariam definir quem ganharia o outro. Os Leafs demonstraram cansaço e não conseguiram levar perigo ao gol dos Thrashers e, sequer conseguiram segurar os Thrashers nos 5 minutos da prorrogação. Ron Hainsey marcou o gol da vitória dos Thrashers aos 02m31s da prorrogação.

Com a vitória, os Leafs e os Thrashers estão empatados em 10º lugar na conferência Leste, a apenas 4 pontos dos Hurricanes, faltando 20 jogos na temporada! O mês de março será decisivo para estes times!

Os Leafs, desde 12 de fevereiro, ganharam 11 dos 14 pontos disputados e jogam na quarta-feira contra os Penguins, em Toronto, novamente.

Agora cada jogo conta e temos que voltar à coluna de vitórias!

E ainda temos o dia final de trocas amanhã, com Brian Burke sendo esperado por fazer boas trocas para os Leafs!

Vamos que vamos!! E os Leafs podem sim ir aos playoffs este ano … eu creio nisso!

GO Leafs GO

%d blogueiros gostam disto: