Arquivo

Posts Tagged ‘Kyle Turris’

12/10/2016 – Toronto Maple Leafs @ Ottawa Senators – Season Opener

quinta-feira, 13 outubro 2016 Deixe um comentário

Desde a temporada passada, quando o Toronto Maple Leafs foi o pior time da liga, muita coisa mudou na equipe e hoje temos um grupo de jovens e promissores jogadores buscando experiência e rápido desenvolvimento na NHL. E finalmente chegou a temporada 2016-17, para dar a eles a oportunidade tão esperada.

O jogo de abertura da temporada foi justamente uma Batalha de Ontario, na casa do Ottawa Senators. Havia muita expectativa no ar pois Auston Matthews, a escolha geral do draft da NHL de 2016, faria sua estreia na liga. Junto a ele estariam Mitch Marner, Zach Hyman, Nikita Zaitsev, Connor Carrick, Connor Brown, além do goleiro Frederik Andersen que faria seu primeiro jogo defendendo os Leafs.

A partida começou bem com ótimas chances para os Leafs quando, inesperadamente, quem abriu o placar foi Auston Matthews, em seu primeiro chute à gol, após receber um passe de Zach Hyman, que circulou por trás do gol e entregou o puck para Matthews chutar aos 08m21s do primeiro período. Para jogar água gelada nos Leafs, os Senators marcaram com Bobby Ryan aos 10m26s, após Frederik Andersen não conseguir segurar o puck e dar um rebite que caiu bem em frente ao taco de Ryan, e com Erik Karlsson, que chutou de longe e teve o disco desviado por um jogador dos Leafs, tirando o goleiro de Toronto da jogada, aos 12m49s. Para acalmar a torcida dos Leafs, Auston Matthews aos 14m18s, fez uma jogada que vai ficar pra sempre na memória dos torcedores dos Leafs. No centro do gelo ele recebeu o puck, protegeu, driblou três jogadores dos Senators e partiu ao ataque, vencendo Erik Karlsson e disparando no cantinho de Craig Anderson, empatando a partida.

No início do segundo período, Matthews faz o inimaginável, marcou o terceiro gol dos Leafs aos 01m25s, recebendo um passe de Morgan Rielly. Foi o primeiro hat-trick de Matthews na NHL, marcado após três chutes a gol! Apesar de Matthews estar mostrando porque foi a primeira escolha do draft, a defesa dos Leafs estava muito mal na partida e aos 17m52s, Derrick Brassard parte na velocidade, vencendo Martin Marincin e dispara em Frederik Andersen que acabou por aceitar, deixando o puck entrar no canto do Go foi a segunda falha de Andersen em chutes que eram defensáveis. Ainda no segundo período, Matthews marcou seu quarto gol da noite de estreia, aos 19m57s, numa bela jogada onde William Nylander deu um passe primoroso e Matthews empurrou pras redes de Ottawa. Nunca um jogador estreante na liga marcou 4 gols na partida de estreia. 

Veio o terceiro período e os Leafs não conseguiram segurar o placar. Infelizmente os jogadores mais experientes não conseguiram ajudar Matthews no placar e, aos 06m45s, Kyle Turris marcou o gol de empate, numa falha da defesa dos Leafs. 

A partida acabou sendo decidida na prorrogação, quando Kyke Turris novamente marcou para os Senators, após se livrar da marcação de Auston Matthews. 

Foi uma vitória dos Senators, numa noite estelar para Auston Matthews, onde a defesa dos Leafs mostrou toda a sua fraqueza e o goleiro de Toronto também não conseguiu a performance esperada. De qualquer forma, ganhamos um ponto e já temos a certeza que Matthews valeu toda a esperança que depositamos nele.

Aos outros jogadores dos Leafs, que saibam que ficaram devendo nesta partida e esperamos que a equipe seja colocada nos eixos por Mike Babcock. Sabemos que ele tem conhecimento e experiência para fazer todos contribuírem. Adicionalmente deixo uma pergunta: será que a experiência de Brooks Laich fez falta? Só o tempo vai dizer.

Go Leafs Goooooo

10/10/2015 – Ottawa Senators @ Toronto Maple Leafs

terça-feira, 13 outubro 2015 Deixe um comentário

Com apenas um gol marcado e sete gols sofridos em apenas dois jogos, os Leafs não tiveram o início de temporada que sonhavam, mas o que passou não temos como mudar e só nos resta focar no próximo jogo que, neste caso, é uma Batalha de Ontario, onde recebemos os Ottawa Senators no Air Canada Centre.

Neste jogo os Leafs foram muito bem! No primeiro período a equipe dominou o gelo e jogou bem tanto na defesa quanto no ataque, mas não converteu esse domínio em gols e o placar acabou não sendo alterado.

O início do segundo período foi um total pesadelo para os Leafs, com os Senators marcando três gols, todos em vantagem numérica, powerplay, em menos de cinco minutos! Foi uma implosão nos Leafs! Tudo começou aos 0m46s, com Kyle Turris com um chute que Reimer não conseguiu defender, depois aos 03m38s com Alex Chiasson que se aproveitou de uma equivocada troca de linhas dos Leafs, saiu do penalty box e recebeu um passe que o deixou sozinho contra James Reimer! O terceiro gol foi marcado aos 04m56s com Milan Michalek. O que foi mais impressionante neste jogo foi a reação dos Leafs. Aos 07m05s, os Leafs pressionavam os Senators e Joffrey Lupul marcou um belo gol, abaixo da luva de Craig Anderson. Ainda no segundo período, Tyler Bozak diminuiu a diferença para somente um gol, aos 14m33s, deixando os Leafs mais confiantes numa possível virada.

O terceiro período viu o ímpeto dos Leafs continuar com força total! Aos 03m18s, chegamos ao empate, com um belo gol de Peter Holland que recebeu um passe bem posicionado e enganou Craig Anderson, chutando de backhand! Os Senators ainda marcaram o seu quarto gol, num chute muito forte de Mark Stone aos 08m59s. Os Leafs não desistiram e continuaram pressionando! Aos 16m12s, com Brad Boyes saindo do penalty box, os Leafs armaram um contra-ataque e Daniel Winnik ficou cara a cara com Craig Anderson. Winnik fez uma jogada maravilhosa, driblando Anderson e marcando um golaço, mas o puck bateu na câmera no fundo do gol e voltou ao gelo e a arbitragem, inicialmente, não oficializou o gol, achando que o puck (disco) não havia entrado. Depois de alguns segundos, o gol foi validado é mais uma vez os Leafs empataram a partida.

O empate levou o jogo à prorrogação e, apesar de jogarem em vantagem numérica, os Leafs não chegaram ao gol de vitória, sendo o jogo decidido nos pênaltis! Os Leafs começaram melhor, com P.A. Parenteau marcando e Kyle Turris sendo defendido por Reimer. Mas Tyler Bozak e Joffrey Lupul não conseguiram marcar para os Leafs enquanto Bobby Ryan e Mike Hoffman marcaram para os Senators.

Ainda não vencemos, mas a raça e o esforço estão presentes! Gostei da equipe neste jogo e creio que estamos melhorando a cada partida! Reimer jogou bem e não foi dele a culpa dos gols sofridos.

Agora é aguardar até sexta-feira, quando vamos a Columbus enfrentar os Blue Jackets que também não estão tendo um bom início de temporada. Aliás é o time do ex-Leafs, David Clarkson! 

Go Leafs Go! 

17/01/2012 – Ottawa Senators @ Toronto Maple Leafs

quarta-feira, 18 janeiro 2012 4 comentários

O Toronto Maple Leafs recebeu o Ottawa Senators no Air Canada Centre para mais uma Batalha de Ontário. As duas equipes tentavam recuperar suas seqüências de vitórias e se manter na disputa por uma vaga para os Playoffs.
Os donos da casa começaram a partida com James Reimer de volta ao gol, no lugar de Jonas Gustavsson. A última aparição de Reimer em jogo foi no dia 31 de dezembro, na derrota por 3-2 para o Winnipeg Jets.

O primeiro gol do jogo foi feito por Matthew Lombardi, que abriu o placar para os Leafs aos 06:51. Dez minutos depois, Joffrey Lupul recebe belo passe de Phil Kessel e aumenta a vantagem num belo contra-ataque.
Pouco depois do gol, Chris Neil, dos Sens, faz pênalti e deixa Toronto numa vantagem-numérica (power play), que leva muita pressão à meta de Craig Anderson, mas não é convertida em gol.
A resposta dos Sens veio no final do período: faltando menos de dez segundos para o término do primeiro, Daniel Alfredsson deixa o placar em 2-1.

O segundo período começou com um belo ataque dos Sens seguido por outro dos Leafs, porém tanto James Reimer quanto Craig Anderson fizeram boas defesas e deixaram o placar inalterado. Os dois times mantiveram a partida ofensiva e equilibrada (apesar de ter menos chutes à gol, os Sens pressionaram bastante) até os sete minutos de jogo, quando Nick Foligno, dos Sens, dá um tranco abaixo da altura do joelho (clipping) em Dion Phaneuf – que deixou o gelo aparentemente contundido – e dá aos Leafs outra vantagem-numérica e o controle do jogo. Aos 13:16, Phaneuf volta ao gelo e briga com Foligno, em resposta ao tranco, e os pênaltis dados pelos juízes foram: Phaneuf, 5 minutos por brigar e 2 minutos por roughing (cumpridos por Jay Rosehill); Foligno, 5 minutos por brigar, o que deu aos Senators uma vantagem-numérica.
Ottawa, com um jogador a mais, aproveitou o momento e empatou a partida com Jason Spezza aos 16:46. A partir do empate, os Sens se mantiveram no ataque e deram bastante trabalho para o sistema defensivo dos Leafs.

Kyle Turris abriu o terceiro período fazendo seu terceiro gol na temporada e também o terceiro dos Senators na partida. Os Maple Leafs tentaram correr atrás do prejuízo, mas resultado final foi uma vitória por 3-2, de virada, dos Senators.

O próximo jogo dos Leafs será contra o Minnesota Wild, também no Air Canada Centre. Wild e Leafs estão na mesma situação: chegaram a liderar suas respectivas Conferências e até mesmo a NHL, mas agora encontram-se lutando por uma vaga nos Playoffs. É uma boa chance para os Leafs começarem a retomada de uma posição melhor na classificação.

%d blogueiros gostam disto: